Casa Izabel (2022)

Em uma isolada casa grande fundada por uma elite escravocrata, instala-se um retiro de crossdressers. Nela homens vestem-se de uma realidade glamorosa e delirante, distante dos anos de chumbo da ditadura militar no Brasil dos anos 70.



As mentiras contadas nessa liberdade forjada começam a ruir quando inevitavelmente o establishment se infiltra na casa, rompendo a fronteira das maquiagens e de todos os artifícios de distração da fatalidade.

Jorge Neto

Jorge neto

Luís Melo

Luís melo

Sidy Correa

Sidy correa

Laura Haddad

Laura haddad

Zeca Cenovicz

Zeca cenovicz

Otavio Linhares

Otavio linhares -

Andrei Moscheto

Andrei moscheto

Luiz Carlos Pazello

Luiz carlos pazello

Fábio Silvestre

Fábio silvestre

Jeferson Ulbrich

Jeferson ulbrich

Produtores: Gil Baroni, Laura Haddad, Fábio S. Thibes, Andréa Tomeleri
Trilha sonora: Jean Gabriel, Fábio Peres
Direção de fotografia: Renato Ogata
Direção de elenco: Laura Haddad
Direção de Arte: Laís Melo
Figurino: Igor Urban
Edição: Pedro Giongo
Produção: Beija Flor Filmes
Distribuição: Moro Filmes/Olhar Filmes

Trailer

Fotos

Nota da Direção

O filme é um convite ao universo crossdresser dos glamourosos anos 70, em uma atmosfera thriller que se dá por meio da opressão onipresente da ditadura brasileira da época. Em um retiro de interior chamado Casa Izabel – uma enorme casa grande, herança escravocrata do Brasil Colônia – homens vivem uma liberdade não permitida na época à custa de suas próprias vidas. O racismo estrutural, a violência patriarcal, a paranóia estatal e a emergência dos corpos não conformados se faz presente.

O mistério, presente da primeira à última sequência da obra, é permeado por abusos e crimes, externos e internos à Casa, de modo que adentramos em um ambiente que se apresenta ao mesmo tempo aprazível e perigoso. O thriller se desenvolve a partir de um único dia na vida destas personagens: da cliente novata que decidiu explorar sua própria expressão de gênero e que nos acompanha porta adentro da Casa Izabel, à empregada negra, sobrinha da governanta do lugar, que se empodera durante a narrativa e assume seu lado de não submissão ao final.

Conhecemos estes homens que se vestem de mulheres, crossdressers, que trazem consigo o machismo, o racismo, o patriarcado, a hierarquia, e outros mecanismos da sociedade brasileira da época, marcada pela violência da ditadura. Militares que jamais permitiram sequer a discussão pública sobre gênero, em clima de afetos e amenidades, enquanto o Brasil pega fogo lá fora. Espiões, prisioneiros, militantes, guerrilheiros: a guerra civil que se alastra e que transforma a antiga Casa em barril de pólvora prestes a explodir. – Gil Baroni – Diretor

Pôster de casa izabel

Título original: Casa Izabel
Nacionalidade: Brasil
Gêneros:
Drama, Suspense, Terror
Ano de produção: 
2022
Data de estreia:
27 de junho de 2024 (Cinema)
Direção:
Gil Baroni
Roteiro:
Luiz Bertazzo
Duração: 1 h 24 min
Classificação: 
18 anos
Avaliação no IMDB:
7,3

Sua Avaliação

Veja Também

Botão Voltar ao topo